segunda-feira, outubro 02, 2006

LA MANCHA BRANCA


| clique na imagem para ampliar |




Ora senhor, a mim basta
corretivo justo a ti seria um soco
mas para não quebrar-lhe a cara,
mancharei seu rosto

um pouco para esconder-te,
um pouco para limpar-te;

E para que procurem então,
em meio a cidade sem feição,
símbolos escondidos nas flancas
de nostra mancha branca

13 comentários:

Sunset disse...

Gostei do seu blog.
Vi a mancha do farol da Brigadeiro F. Lima

Fada disse...

Poluição visual
para despoluir.
Cegueira branca
para des-vendar.

Assim, sim,
manchemos.

@l Capote disse...

Gostei muito do filme no youtube e vim ver o blog... esta muito bom!!!
Haja quem desperte as nossas consciências!
Abraço de Portugal!

Julia Perissinoto disse...

uma das melhores verdades ditas e feitas ultimamente.

flor meio murcha disse...

eu adoro isto tudo aqui e fora .

shantaria disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
dioli disse...

Do caralho o site! As idéias! Tudo!

Abraços reacionários do GRITO!!!

(também fazemos estencil por aqui!!! hehehehe)

Obrigado pessoal,

http://grupogrito.blogspot.com

Fernando Gabeira disse...

RIO DE JANEIRO - "A inteligência voltada para o mal é pior do que a burrice", dizia o psicanalista Hélio Pellegrino, cheio de razão, mas confesso que sou fã do Coringa, o vilão do Batman, do Dr. Silvana, o cientista louco arquiinimigo do Super Homem, e de Zé Dirceu, o amigo trapalhão do Super Lula.

Em 1968, os líderes estudantis que comandavam a Passeata dos Cem Mil eram nossos pastores e nada nos faltaria. Gorducho e mal-ajambrado, Vladimir Palmeira discursava e arrebatava a multidão sentada no asfalto quente. Clarice Lispector, ao lado de Vinicius de Moraes e de Chico Buarque, e todos nós ouvíamos embevecidos o brado retumbante das novas lideranças contra a ditadura.

Aqueles jovens combatentes da liberdade viraram ídolos nos bares de Ipanema. As garotas eram tietes dos galãs Zé Dirceu e Marcos Medeiros, um carioca de longos cabelos louros e lisos. Os homens cultuavam os duros e feiosos Vladimir, um alagoano arretado, e o baixinho enfezado Luiz Travassos.

Minha primeira grande decepção foi quando eles armaram um congresso "secreto" da UNE com 400 delegados, em Ibiúna, e a repressão só teve que jogar a rede e puxar o arrastão, liqüidando o movimento estudantil num só golpe. Ah, esses meninos aloprados...

Depois, com a generosidade da juventude, a corajosa opção pela luta armada foi outro desastre que custou a vida e o sofrimento de muita gente idealista, bem-intencionada e burra. Travassos e Medeiros já morreram, Vladimir se eclipsou, mas Dirceu, mesmo cassado e indiciado por aparelhar o Estado e chefiar a quadrilha do mensalão, continua dominando o PT e nos divertindo com suas aventuras e trapalhadas, na eterna luta pelo poder, em nome do povo. Será um herói? Será um vilão? Será um doidão? Ou um Zé Mané?

Chegou a hora meus jovens de tentar mudar realmente a política brasileira, nem que seja fazendo terrorismo, me deu vontade de conhece-los e acompanha-los nessa aventura totalmente séria...

Moreno Dias disse...

tb quero estar nessa...

Ivan Adriax disse...

Caramba foi por instinto eu acho, vi o seu link no blog sunsations cliquei e vim parar aqui... Muito bom, gostei mesmo.

Renata disse...

vi certa vez um video de um grupo que estourava balões de tinta branca em outdoors,interessante..enfim..a idéia de se utilizar dos códigos urbanos para reinventar uma forma de comunicação, o burlar leis para apaziguá-las Ironia visual. Legal. =)

Luiz disse...

Tem como me mandar a arte dos cartazes em alta resolução? meu e-mail é lbaltar@gmail.com

Cara muito bom esse coletivo, vou adotar aqui no suburbio do Rio de Janeiro. Aqui o ano inteiro tem umas porras de uns políticos que se promovem com a miséria e a falta de assistência, colocam um remendo de asfalto na rua completamente esburacada e logo depois estendem uma faixa: "os moradores agradecem Fulano pelo asfaltamento da rua" Podre.

Luiz disse...

Tem como me mandar a arte dos cartazes em alta resolução? meu e-mail é lbaltar@gmail.com

Cara muito bom esse coletivo, vou adotar aqui no suburbio do Rio de Janeiro. Aqui o ano inteiro tem umas porras de uns políticos que se promovem com a miséria e a falta de assistência, colocam um remendo de asfalto na rua completamente esburacada e logo depois estendem uma faixa: "os moradores agradecem Fulano pelo asfaltamento da rua" Podre.